Skip to content

Dois métodos ou duas antropologias?

12/12/2011

Comentário ao artigo Os dois métodos e o núcleo duro da teoria econômica de Bresser-Pereira.

Sob esse título, faz-se um comentário ao artigo Os dois métodos e o núcleo duro da teoria econômica de Bresser-Pereira. Partindo desse texto sugestivo enquanto reflexão sobre a prática do economista, procura-se examinar as concepções de homem da economia política clássica e keynesiana em contraste com aquela, altamente redutora, encontrada na teoria econômica positiva (principalmente, na teoria neoclássica). Mostra-se que a primeira orientação pensa o homem de modo abstrato como homem econômico, mas ainda assim de um modo realista já que o apresenta como agente subsumido ao sistema econômico. Mostra-se, depois, que a segunda orientação procura apresentá-lo de modo mecânico e formal, como se ele fosse uma mera peça, e não um verdadeiro agente, de um grande autômato – o sistema mercantil. Distingue-se, ao final, a concepção de Marx porque ela não está baseada numa antropologia fundante, mas pensa o homem como um ser em devir que ainda se encontra alienado e que pode se realizar como tal no transcurso da história.

Texto completo: Pasta Notas: Posição (8).

Anúncios

Comentários encerrados.