Skip to content

O que é financeirização?

27/07/2013

????????????????????????????????????????No prefácio ao livro A finança mundializada (2005), organizado por François Chesnais, Luiz Gonzaga Belluzzo não se esquece de equiparar o pensamento de Keynes ao de Marx:  “Marx, como Keynes, desvendou no capitalismo a possibilidade da acumulação da riqueza abstrata, desvencilhada dos incômodos da produção material. Para eles, tal ambição não é sintoma de deformação, mas de aperfeiçoamento da “natureza” do regime do capital.”  No entanto, como se sabe, Marx nunca propôs a “eutanásia dos rentistas”, mas Keynes o fez. Logo, não pode ser certo que Keynes tenha visto o desenvolvimento das formas financeiras do capital como “aperfeiçoamento da natureza do regime do capital”. Também é verdade que Beluzzo parece aprovar grosso modo as teses contidas no livro organizado por Chesnais. Mas, afinal, que teses são estas? Seriam elas corretas? Um livro recém-publicado, A political economy of contemporary capitalism and its crisis, propõe uma compreensão bem diferente da financeirização.

Para ler a nota clique aqui: O que é financeirização

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 27/07/2013 21:53

    Eleuterio,

    voce sabe se ha algum dado que compare a importancia para as economias avancadas do mundo financeiro e do mundo da TI (google, apple, amazon, facebook, netflix, microsoft, oracle, foursquare etc.)?

    abc
    Manoel

    • 28/07/2013 9:58

      Caro Manoel

      Não, eu não sei se há estatísticas nesse sentido. Mas, certamente, ambas são muito importantes. A questão discutida é se a finança é funcional ou desfuncional do ponto de vista capitalista. Quanto a TI, não há dúvida, é funcional. ]

      Abraço

      Eleutério

  2. 02/10/2013 20:54

    Li o livro no mês passado e para falar a verdade achei os conceitos um pouco ultrapassados. Acho que foi criado há bastante tempo atrás e só foi publicado recentemente. Mas vale a leitura

    • 07/10/2013 13:00

      Você não explicou porque acha os conceitos ultrapassados. De qualquer modo, o ponto principal do livro merece ser discutido – e muito seriamente, penso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s