Skip to content

Transformação: um problema!?

01/08/2017

O problema é velho, vetusto, centenário, mas na verdade é totalmente falso. A principal crítica dirigida à O Capital nunca foi mais do que um mostrengo teórico. Ela tentou destruí-lo e, para tanto, usou as armas da matemática que abona o modelo de equilíbrio geral. Mas a formulação é completamente estranha à lógica de O Capital.

Esta é, em síntese, a tese de Fred Moseley sobre o assim chamado “problema da transformação” que aborreceu o marxismo durante mais de um século. Essa crítica ignora completamente, segundo ele, o método expositivo de O capital, o qual nunca separa valor e preço, valor e dinheiro, operações estas analiticamente necessárias para converter a passagem dos valores para os preços de produção em tal “problema”.

Não existe na obra de Karl Marx, pois, uma representação do sistema de reprodução em valores e uma representação desse mesmo sistema em preços de produção, de tal modo que a conexão entre eles precisa ser investigada matematicamente…

Moseley desenvolveu essa tese de modo pleno no livro Money and Totality – A macro-monetary interpretation of Marx’s logic in Capital and the end of the ‘transformation problem’, publicado pela Brill em 2015 e, em 2016, pela Haymarket. A argumentação do autor norte-americano, se não é revolucionária, vem a ser pelo menos muito auspiciosa: eis que ela dá uma boa paulada no mostrengo alimentado durante muitas décadas pelo pensamento neoclássico. Por isso, duas resenhas desse livro foram já publicadas no Brasil. Uma delas, de Bruno Hofig, saiu na revista Mouro e a outra do mantenedor deste blog foi publicada na revista Marx e o Marxismo. Ambas estão aqui republicadas:

Hofig – Resenha de Money and Totality

Prado – Resenha de Money and Totality

Anúncios

Comentários encerrados.